Filhos devem contribuir financeiramente em casa?

551

Kamba, este artigo é muito útil para quem tem filhos adultos e independentes, que já começaram a trabalhar mas que ainda vivem em sua casa! Também é uma boa opção para quem tem filhos adolescentes/jovens adultos que estão na universidade ou ensino médio a preparar-se para entrar no mercado de trabalho.

Qualquer que seja a família, com muitas ou poucas possibilidades, a minha resposta para esta pergunta é sempre sim! Os filhos devem contribuir financeiramente em casa! Porquê? Porque a nossa sociedade é muito protectora com os filhos, o que muitas vezes prejudica o nível de maturidade e responsabilidade dos mais jovens a medida que vão crescendo e até quando têm os seus próprios lares. Em sua grande maioria, os filhos pensam que a casa onde vivem, a alimentação, o vestuário e até a escola estão pagas quase por magia e muitas vezes não reconhecem o esforço dos pais para proporcionarem uma vida condigna a família. Então, esta contribuição financeira em casa irá funcionar como um treinamento sobre a gestão do orçamento doméstico para quando estiverem no seu próprio lar e também como um passo para começar a assumir as responsabilidades de uma vida adulta.

Podem existir 2 cenários para esta contribuição em casa:

  1. Existe necessidade: Os pais precisam de apoio financeiro dos filhos porque o seu rendimento não é suficiente para suprir todas as necessidades da família. Neste caso é necessário partilhar com os seus filhos os desafios financeiros que tem enfrentado e ouvir também quais são os objectivos dele com o salário que irá receber, façam um acerto de quanto será a contribuição justa que seja um apoio para os pais e que não prejudique os projectos do filho. Em uma das nossas palestras In Company, uma das participantes comentou que em sua casa trabalhava ela, a mãe e a irmã; cada vez que recebiam o salário cada uma fazia parte das compras para alimentação arroz, frescos, açúcar, massa. Qual o acordo que pode funcionar para a sua família?
  2. Não existe necessidade: Os pais estão bem financeiramente e têm o seu orçamento controlado e aí também é importante usar a parte pedagógica. Decida com o seu filho que despesas ele poderá assumir em casa, pagar a totalidade ou parte do salário da empregada, o motorista, transferir um valor mensal para a conta bancária dos pais, pagar o serviço de TV, existem várias opções. Sabendo como pai que não precisa deste dinheiro, você poderá criar uma conta poupança no mesmo valor para o seu filho para quando este precisar de um apoio financeiro para sonhos ou mesmo em caso de dificuldades. Pense nisso!

Contribuir financeiramente em casa não deve ser uma surpresa para o seu filho, este assunto deve começar a ser debatido em família muito antes e quando chegar a altura todos saberão o que fazer.

Uma família é uma equipa, vamos trabalhar em conjunto e preparar os mais novos para o futuro! Comente aqui o que você acha sobre isso Kamba!


Se precisa de orientação na sua jornada empreendedora ou finanças pessoais marque uma Sessão de Aconselhamento Financeiro, envie um email para [email protected] Vamos conversar!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!
X