Como reorganizar as finanças, após a separação?

1.156

Kamba, quando somos casados ou vivemos em união de facto normalmente os rendimentos dos parceiros unem-se total ou parcialmente para poder proporcionar uma vida com maior conforto a família. Quando esta parceria termina, há uma quebra no padrão de vida das partes, pois muitas vezes o padrão de vida em conjunto é superior ao que se consegue suportar individualmente. Trata-se de um momento emotivo em que muitas vezes falha clareza das partes envolvidas para separar os assuntos e pensar de uma forma prática. Veja abaixo algumas questões que afectam a vida financeira em caso de separação:

  1. Habitação; é preciso pensar em questões como:
    • Será necessário arrendar uma nova casa? Se sim, o ideal é optar por algo mais pequeno e com um valor de renda mais acessível!
    • No caso de se tratar de casa própria, será que conseguirá manter os custos de manutenção sozinho? Imagine, que você tem uma casa com piscina, jardim, 10 aparelhos de ar condicionado. Será que ao manter-se no imóvel conseguirá arcar com estes custos? Se não, pense em arrendar ou mesmo vender.
  2. Divisão de bens; é necessário conversar sobre a propriedade dos bens da família. Quem fica com o quê, quem é proprietário de quê? Muitas vezes o regime de casamento (Comunhão, separação, Comunhão de adquiridos) é um guia para a divisão. Existem também aqueles casais que registam todos os bens de alto valor em nome dos dois para haver uma divisão justa caso venha a ser necessário.
  3. Dívidas; muitos casais têm dividas em nome de um, mas que se reverteram em benefícios para ambos. O dinheiro talvez tenha sido investido em um negócio comum, na casa no carro. Irão continuar a pagar em conjunto ou um de vocês irá assumir o valor?
  4. Filhos; já publicamos um artigo sobre como tratar desta questão, é necessário pensar em como será tratada a pensão alimentar, educação, vestuário. Tomem em conjunto as decisões dos gastos relativamente aos filhos. Leia o artigo completo no link Como dividir as contas dos filhos sendo separados.

Nos primeiros meses após a separação tenha especial atenção ao seu orçamento, deverá refazê-lo de acordo a sua nova realidade. Caso tenha necessidade utilize estas dicas, partilhe com amigos, colegas ou familiares que precisem de uma orientação.

Qual a sua opinião Kamba, como acha que se devem tratar as questões financeiras em caso de separação? Deixe aqui o seu comentário.


Se precisa de orientação na sua jornada empreendedora ou finanças pessoais marque uma Sessão de Aconselhamento Financeiro, envie um email para [email protected] Vamos conversar!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!
X