Qual o melhor banco em Angola para você abrir a sua conta?

10.086

Se você não recebe os seus rendimentos em mãos, não é da geração que guarda o dinheiro no colchão ou no garrafão, então usa um banco. Regra geral, quando abrimos a nossa primeira conta bancária é para receber o primeiro salário. Lembra-se da sensação? Mas nessa altura você sabia pouco ou nada sobre bancos e de certeza abriu a sua conta bancária na agência mais próxima do seu serviço ou escolheu devido a um conselho a um colega ou amigo.

Se  nessa altura pouco importava qual seria o seu banco, agora que está a disciplinar a sua vida financeira, deve avaliar se o seu banco é compatível com o seu novo “Eu” e a sua nova forma de pensar. Portanto, quer esteja a avaliar o seu actual banco ou procurando um novo banco, veja as dicas que preparamos para você ficar “vijú” antes de decidir:

  1. A primeira coisa que deve fazer é comparar custos e taxas bancarias. Pequenos custos como custos de manutenção, de operações, anuidade de cartões são essenciais para a sua escolha. Esses custos podem anualmente dar-lhe prejuízos, muitas vezes superiores a alguns milhares de kwanzas, portanto é um ponto que deve prestar atenção. Mas fique atento, bancos que prometem tarifas zero devem ser olhados com ainda mais atenção, já que no futuro o barato poderá sair caro.
  2. Já que estamos a acumular poupanças, você deve investigar os juros de investimentos e poupanças que o seu banco actual ou futuro tem. Você pode não precisar agora, mas quando chegar o momento é bom que você esteja num banco que remunere bem o seu capital já que ficar com dinheiro parado não é opção para o Kamba Rico. Veja as taxas de juros e compare com as taxas de administração que o banco cobra. Por vezes os bancos publicitam taxas de rentabilidade super atractivas, mas depois os custos administrativos podem ser tão altos que pode não compensar você investir o seu dinheiro nesse banco.
  3. Pensar em empréstimos é algo que você não deve fazer, mas não podemos descartar nenhum cenário nas nossas vidas, por isso, na escolha do seu novo banco compare também as taxas de juros de empréstimos. Normalmente as taxas de juros dependem do relacionamento dos clientes com os bancos, por isso alguns bancos cedem com mais facilidade créditos a quem tenha os seus salários domiciliados neles e na duração da vossa relação. Por isso, e porque deve construir uma relação de longo prazo com o seu banco, preste atenção nas melhores taxas de empréstimos e financiamentos. Quem sabe você queira abrir o seu próprio negócio e essa opção pode ser viável. Em futuros artigos falaremos mais sobre isso.


  4. Se você procura um local seguro para depositar os seus rendimentos, poupanças e investimentos é importante investigar um bocado sobre a credibilidade e solidez da instituição. Peça referências a quem lá já tem conta e investigue o histórico nas últimas notícias (há uma coisa chamada Google). Você tem que garantir que o seu banco tem menores chances de falir e levar com ele o seu dinheiro. Procure bancos mais sólidos, que tenham bons resultados financeiros ao longo dos anos. Mais uma vez esteja atento a bancos com vantagens demasiado atractivas mas sem reputação consolidada, lembre-se que estamos a falar do seu suado dinheiro.
  5. Por último e não menos importante, veja que condições o banco lhe oferece. Já que tempo é dinheiro, não o perca.  Procure um banco que tenha por exemplo acesso ao Internet Banking e com um vasto número de opções, que tenha agências perto de si ou que lhe ofereça um cartão de crédito. Quem tem que decidir sobre que comodidades mais lhe fazem falta é você.

Portanto, qual é o melhor banco para você abrir a sua conta bancária?

Resposta: Depende de você e das suas necessidades. Todas as informações acima que lhe podem ajudar nessa escolha podem ser encontradas nos sites dos próprios bancos. Actualmente todos os bancos tem um pagina institucional com todas essas informações. Caso você identifique um banco com quem quer trabalhar e queira mais informações, desloque-se mesmo até a agência para as solicitar. Leve o assunto a sério, a conversa é sobre o seu dinheiro!

Para finalizar, além de pesquisar um bom banco, você deve ter em mente que não precisa concentrar toda a sua vida financeira naquela instituição. A medida que você for se tornando um Kamba Rico e mais experiente, provavelmente as suas preferências e a sua sensibilidade aos custos podem mudar. Os bancos estão em constante inovação, tal como você, e o seu interesse actual em determinada instituição poderá não ser o mesmo no futuro e você pode precisar de outro tipo de instituição.

1 Comentários
  1. Walter Dos Santos diz

    Artigo muito interessante, mas sobretudo bem “completo”, uma abordagem bem direccionado e apesar do tecnicismo, é de fácil compreensão para qualquer um. Muito obrigado, Márcia!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!
X