Bill Gates afirma que os mais ricos (Pessoas, países e Empresas)  deveriam ser mais generosos

375

Bill Gates apelou aos países e às pessoas mais ricas para que deem mais dinheiro ao Sul Global, durante a sua participação em um painel no Fórum Económico Mundial em Davos.

O fundador da Microsoft fez os comentários durante a sessão “Abordando o Cisma Norte-Sul”.

“Encontramo-nos numa conjuntura em que a procura de recursos excede os recursos disponíveis e as necessidades provenientes da Ucrânia, do Médio Oriente, da mitigação climática, da adaptação climática”, disse Gates.

A sexta pessoa mais rica do mundo propôs três soluções – a primeira sendo mais generosidade, que descreveu como “imperativa”.

“Aqueles que têm mais – sejam países, empresas ou indivíduos – deveriam ser pressionados a serem mais generosos”, disse ele.

Gates usou o exemplo de uma meta estabelecida pela primeira vez pelas Nações Unidas em 1970, que apela aos países economicamente avançados para doarem 0,7% do seu rendimento nacional bruto em ajuda.

Em 2022, apenas a Suécia, a Noruega, a Dinamarca e o Luxemburgo atingiram ou ultrapassaram esta meta, de acordo com a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico.

A segunda ideia de Gates propunha concentrar-se nas áreas de maior impacto, perguntando aos países sobre as suas prioridades, como saúde, nutrição ou educação.

“Eu diria que há uma diferença de quase 100 vezes entre algumas iniciativas e outras”, acrescentou.

No seu ponto final, Gates disse: “Tem havido muito pouca inovação nas necessidades do Sul Global, quer se trate da malária, quer se trate das suas colheitas”.

“O montante que investimos na melhoria da produtividade agrícola é dramaticamente menor do que deveria ser”, acrescentou.

Fonte: Business Insider

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!
X