Arranque de Central de Informação de Crédito previsto para Novembro

134

Passados quase dois anos depois da publicação do decreto presidencial 275/20 que permitia a abertura de Centrais Privadas de informação de Crédito, vai ser finalmente lançada no mercado angolano, em Novembro deste ano, a primeira central de Informação. A central denominado Bureau, em termos práticos, vai funcionar como maior banco de dados de pessoas físicas e jurídicas do país, através do qual ficará registado o histórico do comportamento financeiro de quem quiser solicitar um crédito bancário ou realizar compra de qualquer artigo a crédito.

Segundo a Directora de Relações com o Mercado, Julay Morais, neste momento já estão a ser feitos os contactos com as empresas que serão as assinantes da plataforma, pois só elas poderão receber as informações dos Clientes, com a devida autorização do cidadão referenciado.

Fez saber que no relatório de comportamento de crédito vão englobar informações como o nível de endividamento, hábitos/capacidade histórica de pagamento, garantias vinculadas.

” Os bancos comerciais, empresas de energia, água e telecomunicações, por exemplo, vão partilhar dados sobre empréstimos contraídos no mercado angolano com o Bureau, permitindo que os credores avaliem e possam melhor gerir os riscos, para além de contribuir para a redução do crédito mal parado” disse.

Segundo a Presidente do Conselho de Administração do Grupo, Adriana Dias, a CPIC irá contribuir para o aumento da inclusão financeira, permitir que a concessão de crédito seja realizada de forma responsável e sustentável, bem como ajudar a mitigar o risco sistemático e a promover a estabilidade financeira.

“Sabemos que o País tem uma taxa alta de informalidade e esse não conseguem contrair qualquer crédito junto das instituições. Com a entrada no mercado do Bureau, os informais poderão contrair crédito com facilidade desde que a avaliação dos seus hábitos financeiros seja positiva, ou seja, com os dados das contas da água, luz e outras despesas do individuo será feita a avaliação e auferir a capacidade que o mesmo tem para honrar com os seus compromisso “explicou.

Fonte: Jornal Expansão

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!
X