Greve dos Taxistas Impede Luandenses de chegar ao local de trabalho

267

Nesta manhã de segunda feira a produtividade dos trabalhadores em Luanda baixou porque a população não consegue deslocar-se aos seus locais de trabalho devido a greve dos taxistas com uma duração de 3 dias.

Os taxistas da província de Luanda iniciaram, esta segunda-feira, uma greve de três dias, para exigirem do Governo melhores condições de trabalho. A greve surge três dias depois de as autoridades angolanas terem autorizado a lotação dos táxis em até 100 por cento, para dar resposta à demanda da população, quando o Decreto Presidencial sobre a Situação de Calamidade Pública, em vigor, impõe apenas 50 por cento de lotação.

Em declarações à ANGOP, o presidente da ANATA, Rafael Inácio, confirmou a paralisação das actividades, afirmando que foi decidida a greve depois de uma sessão extraordinária dos líderes das associações, onde foi elaborado um caderno reivindicativo com sete pontos.

Participam na greve, com duração de três dias, pelo menos 23 mil taxistas ( azul e branco) filiados nas três associações de taxistas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!
X