Qual o paradigma financeiro do seu relacionamento?

366

Kamba, Como vocês vivem em casal? Qual a base da vossa relação?

Um paradigma significa o modelo ou o padrão a seguir, quem segue um paradigma deve agir dentro dos limites por estes definidos. Esta dinâmica da relação irá influenciar o sucesso dos projectos e a vida financeira da família

Não existe uma maneira certa ou errada de viver e as relações não são estáticas, os paradigmas podem variar com o passar do tempo. Cada casal é único mas devemos estar sempre atentos aos possíveis riscos que surgem da nossa forma de viver.

Quando eu faço essa pergunta normalmente existem 3 respostas possíveis:

1- Dependência, quem vive desta forma vive no paradigma do Tu, tu deves fazer, tu dás a mesada, tu realizas os meus sonhos, são apenas alguns exemplos. Colocamos no outro toda a responsabilidade sobre a nossa vida. O parceiro é dependente do outro, o que não quer dizer que não tenha dinheiro ou rendimentos, pode ser apenas uma escolha feita pelo casal.

Numa relação de dependência existe o risco da pressão financeira, o provedor sente-se sufocado, sente que não tem ajuda em casa, que toma todas as decisões importantes sozinho. Por outro lado o dependente corre o risco de não desenvolver as habilidades para a gestão financeira do lar e vida em geral.

Todos conhecemos casos de pessoas (principalmente mulheres) que em caso de separação, falecimento ou incapacidade do parceiro  não conseguem tomar as rédeas da sua vida financeira porque nunca tiveram que lidar com este tipo de assuntos.

2- Independência, é vivido o paradigma do Eu é o mais comum de se encontrar, desde os casais mais jovens aos idosos. Somos casados mas cada um vive a sua vida, ouvimos muito o eu posso, eu consigo, eu escolho, eu quero. Não que a independência seja uma coisa má, é muito importante sermos auto suficientes, mas este o casal corre o risco de não ter objectivos comuns e de imperar o egoísmo dentro da relação.

3- Interdependência, é vivido o paradigma do Nós, cada um sabe que é auto suficiente mas que juntos chegam mais longe. Nesta relação ouvimos o nós, nós podemos, nós conseguimos, nossos projectos, nossa vida, nosso dinheiro, nossas poupanças. A vida em interdependência tem mais resultados é mais plena mas a mais difícil de atingir. O casal torna-se literalmente um só, transforma-se em uma equipa. O risco da interdepêndencia é estar tão envolvido na equipa que esquecemos a nossa individualidade.

Seja qual for a base da sua relação Kamba tente manter o equilíbrio e tenha cuidado com os riscos mencionados!

1 Comentários
  1. Afonso Macosso diz

    Adorei as dicas. Muito obrigado. É para levar em conta tudo isso.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!
X