Primeira-Dama Angolana defende políticas para potenciar mulheres empreendedoras

125

A Primeira-Dama de Angola, Ana Dias Lourenço, afirmou, em Washington DC, Estados Unidos da América, que África pode retirar milhões de pessoas da pobreza, promover o crescimento económico e atrair investimento ao impulsionar o potencial das mulheres empreendedoras com as intervenções e políticas certas.

Falando num painel com primeiras-damas africanas, no quadro da Cimeira EUA-África, Ana Dias Lourenço considerou fundamental reforçar os apoios à mulher rural, melhorando a eficácia de políticas públicas, promovendo mais e melhor educação e saúde, acesso às tecnologias, a criação de redes de apoio e incentivo a autonomia destas mulheres e dos seus filhos, nas respectivas comunidades.

“Para expandir e consolidar o mercado único africano, além do jovens, é crucial contar com as mulheres”.

Para Ana Dias Lourenço, as empreendedoras criam oportunidades de emprego, contribuem para o desenvolvimento das suas comunidades e, a médio-longo prazo, operam na melhoria das condições de vida de todo o continente africano.

Durante o painel de primeiras-damas foi debatido o papel da diplomacia cultural de África, o empoderamento económico das mulheres africanas, importância do investimento em comunidades africanas e a liderança feminina.

As primeiras-damas interagiram com diversos líderes políticos, empresários, artistas, financiadores, entre outros, representando uma variedade de conhecimentos e ideias, mas compartilhando um objectivo comum: promover o desenvolvimento sustentável do continente a partir do empoderamento das mulheres e a redução da desigualdade de género.

O evento contou, igualmente, com homenagens o apoio público das iniciativas das primeiras-damas, por parte dos Presidentes da República Centro Africana, Faustin-Archange Touadéra, que defendeu a importância do acesso das meninas e mulheres à educação formal.

Por seu turno, o Presidente da Serra Leoa, Julius Maada Bio, condenou a violência baseada no género.

O evento “Honrar as Primeiras Damas de África”foi organizado pela Fundação Women United, e reuniu no Smithsonian NationalMuseumofAfricanArt, os Presidentes da Serra Leoa, e da República Centro Africana, e as Primeiras Damas de Angola, Cabo Verde, Serra Leoa, Gâmbia, República Democrática do Congo, a embaixadora Linda Thomas Greenfield, artistas e outras personalidades.

Fonte: Angop

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!
X