Estudo no reino unido Orienta empregadores a promoverem iniciativas de educação financeira

103

Uma pesquisa entre trabalhadores no Reino Unido , aponta que quem está em dificuldades devido ao aumento do custo de vida, tem um maior risco de apresentar problemas relacionados a sua saúde mental – Pelo que sugere aos empregadores a oferecerem aos seus funcionários mais iniciativas voltadas a literacia financeira associada a melhores benefícios para minimizar o impacto na sua qualidade de vida.

Segundo a pesquisa, 2 em 3 funcionários em UK mencionam que preocupações com dinheiro afectam a sua saúde mental, enquanto 3 em 5 afirmam que o stress financeiro tem afectado a sua performance no trabalho.

Como resultado, a crise do custo de vida disfere um “duplo golpe” na produtividade, por um lado, preocupações com questões financeiras afectam a capacidade de executar as suas tarefas, por outro, causam problemas de saúde mental, o que no longo prazo prejudica a eficiência das empresas. Por exemplo, de 2019 a 2020, trabalhadores que sofrem com stress, ansiedade e depressão tiraram uma média de 21.6 dias de repouso, informou um executivo nas areas de saúde e segurança Steve Watson.

” Nós pensavámos em Bem-Estar e Bem- Estar Financeiro de maneira separada, é necessário ter uma visão mais holistica sobre o tema; está tudo conectado.

A inflação tem aumentado no país e apresenta máximos desde os últimos 30 anos, com preços especialmente altos nas categorias de alimentação e energia, criando uma pressão financeira nos trabalhores com rendimentos mais baixos.

Fonte: Financial Times UK

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!
X