ENI prevê investir no país 7 biliões de dólares nos próximos quatro anos

372

A ENI, petrolífera italiana, prevê investir sete mil milhões de dólares (5,9 mil milhões de euros), nos próximos quatro anos, na pesquisa, produção, refinação e energia solar.

Informação avançada pelo presidente executivo de Upstream da ENI, Guido Brusco, no final da audiência que o Presidente angolano, João Lourenço, concedeu ao presidente da comissão executiva da ENI, Claudio Descalzi.

Em declarações à imprensa, Guido Brusco disse que foram analisados os projetos para a produção de gasolina e diesel biológico, projetos que deverão impulsionar a agricultura e reduzir as emissões de carbono.

Segundo o responsável, a província do Namibe, no litoral sul do país, poderá contar dentro de um ano com um projeto de produção de 50 megawatts, para substituir o sistema elétrico a diesel, que permitirá poupar quatro vezes mais do que se gasta atualmente.

Foram também reportados os sucessos alcançados na implementação de vários projetos na área da pesquisa e produção, nos últimos três anos, salientou Guido Brusco.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!
X