Empresários belgas e espanhóis com cerca de 500 milhões de euros para investimento no Cuando Cubango

26

A informação foi avançada pela presidente da Câmara de Comércio e Indústria Angola – Bélgica, Isabel Soares da Cruz, no final de um encontro que manteve com o governador do Cuando Cubango, José Martins, para apresentar a intenção manifestada pelos empresários belgas e espanhóis.

Isabel Soares da Cruz explicou que a visita ao Cuando Cubango teve como objectivo principal abordar com o governo local sobre os vários projectos que já têm financiamentos disponíveis para se implementar na província. Garantiu que a Câmara de Comércio e Indústria Angola e Bélgica já encontrou financiamento para se investir nas áreas do agronegócio, transformação da madeira e construção de infra-estruturas, sobretudo rodoviárias.

Fez saber que as empresas da Bélgica e da Espanha que pretendem investir no Cuando Cubango já trabalham no mercado nacional há mais de 15 anos e com bancos de referências nos seus países.

“Vimos que existem muitas debilidades na província e por isso, é que queremos solucionar os problemas que encontramos aqui, como a falta de estradas, empresas de engarrafamento de água mineral e de transformação da madeira, assim como a escassez de fornecimento de energia eléctrica e água potável”, apontou.

Isabel Soares da Cruz disse que o Cuando Cubango, sendo a segunda maior província de Angola e com rios em todos os municípios, não é possível que até agora não conta com nenhuma fábrica de engarrafamento de água mineral e que o produto vem de outras regiões do país.

Isabel Soares da Cruz destacou que o estado avançado de degradação das vias de acesso na província faz com que muitos camponeses não consigam escoar os seus produtos do campo para a cidade e esta situação tem também contribuído negativamente para que muita produção estrague nas áreas de cultivos.

Isabel Soares da Cruz garantiu que os empresários belgas e espanhóis estão abertos a investirem mais projectos na província do Cuando Cubango, como nas áreas da Agricultura,Saúde, Educação e Energia e Água.

Salientou que neste momento a grande prioridade é trazer os mais de 500 milhões de euros que já estão disponíveis para a implementação de projectos ao critério do governo local e das empresas financiadoras.

“Nós pretendemos investir nos nove municípios que compõem a província do Cuando Cubango, no sentido de se melhorar o a ambiente de negócio para fomentar mais o desenvolvimento e oportunidades de emprego”, assegurou.

Fonte: Jornal de Angola

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!
X