Como dividir as contas dos filhos sendo separados?

2.058

Kamba, tratar das despesas de uma criança sendo um casal separado é uma grande dor de cabeça para a maioria. Normalmente os filhos ficam a guarda das mães e estas reclamam que os pais não ajudam financeiramente ou contribuem muito pouco, por outro lado os pais acham que as mães querem aproveitar-se e esbanjar o seu dinheiro em outras coisas, no meio disto tudo quem sai a perder é sempre o filho porque a parte financeira também é importante.

Seja você Kamba o pai ou a mãe desta criança, independente da relação que tenha com o seu ex parceiro(a), os dois têm a obrigação moral e legal de contribuir emocional e financeiramente para a criação do vosso filho.

Então, vamos ser adultos, Kambas Ricos de verdade e separar as coisas, assim no final do mês você já vai saber quanto é que terá que separar para as despesas do seu filho sem aquele stress de estarem a ligar para si porque não depositou a mesada.



Os pais devem conversar e fazer um acordo sobre como irão repartir as despesas do filho, veja abaixo algumas ideias para ter tudo em “pratos limpos”:

  • O tutor deve listar as despesas da criança: Quem vive com a criança tem uma percepção maior de quanto custa manter o filho, deve colocar na lista as despesas com alimentação, vestuário, escola ou creche, saúde e farmácia, cursos e outros. As despesas irão variar de acordo a idade, um bebê por exemplo gasta muito dinheiro em fraldas e um adolescente em roupa e material escolar.
  • Devem decidir em conjunto as despesas principais: Um erro cometido muitas vezes por quem vive com a criança é decidir tudo sozinho e mandar apenas a factura para a outra parte. Nos itens pequenos não há problema algum, mas sobre qual a escola, qual a creche e em outras situações importantes a decisão deve ser conjunta. Quando não há este tipo de acordo está aberto o caminho para o conflito, sendo o resultado muitas vezes a outra parte dizer “decidiu sozinho, pague sozinho”.
  • As despesas devem ser repartidas equitativamente: Se os pais tiverem uma condição financeira similar dividam as contas a 50% para cada, mas na maior parte das vezes não é isto que acontece, a balança é desequilibrada, um ganha mais que o outro, um tem menos responsabilidades que o outro. Nestes casos o que fazer? A melhor opção é repartir as despesas por categoria por exemplo a mãe é responsável pela alimentação, vestuário e material escolar, o pai é responsável pela farmácia, escola e despesas médicas. Diga ao outro até que montante você tem disponibilidade para cumprir estas obrigações, se o pai só consegue pagar uma creche que custa 15.000 Kzs mês, e a mãe quer colocar o filho em uma de 30.000 Kzs, se calhar ela deve cobrir a diferença e dar o melhor ensino ao seu filho.
  • Adopte medidas facilitadoras: Cumprir mensalmente com as suas responsabilidades para com o seu filho não deve ser um drama, se tem que pagar a mensalidade da escola faça todos os meses e envie apenas o recibo para o pai, se tem a seu cargo as despesas médicas do filho trate um seguro de saúde e entregue o cartão a mãe, se acordou em dar uma mesada mensal ordene uma transferência automática ou crie uma conta com multicaixa especifica para as despesas do seu filho e entregue a mãe.

Espero que estas ideias ajudem a dividir melhor as despesas do seu filho. O ideal é tentar resolver amigavelmente as questões financeiras, caso não haja acordo os pais deverão unilateralmente constituir um advogado e instaurar um processo judicial para que o outro seja obrigado a cumprir com as suas responsabilidades.

Mas um Kamba Rico nunca chega a este extremo, é inteligente e pensa sempre no seu filho em primeiro lugar.

 


Se precisa de orientação na sua vida financeira ou jornada empreendedora clique e agende uma Sessão de Aconselhamento Financeiro, ou envie um email para [email protected] Vamos conversar Kamba! 🤗

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!
X