A mesada como instrumento de Educação Financeira Infantil!

1.119

Quando somos pais, o nosso mundo muda, temos nas nossas mãos um pequeno ser para moldá-lo a ser a melhor pessoa possível. Tentamos passar a melhor educação e valores, para que eles se tornem adultos felizes e bem sucedidos. Mas você educa o seu filho em relação a dinheiro?

O dinheiro não precisa de ser um tabu na família. O comportamento financeiro da criança é um reflexo da sua vivência familiar, já que ela aprende pelos exemplos. A educação financeira infantil prepara os nossos filhos, para um futuro financeiro equilibrado e feliz.

Que tal implementar a educação financeira em casa? Que tal começar com uma mesada?

A mesada é um instrumento eficaz na educação financeira infantil. Através dela são ensinados à criança princípios de limite, responsabilidade e planeamento. A mesada oferece oportunidade de viver situações económicas e certa dose de “independência financeira”, proporcionando o desenvolvimento das habilidades financeiras.

Mas tenha cuidado, dar mesada não é simplesmente o ato de entregar uma quantia de dinheiro para a criança para fazer o que quiser, é preciso educar financeiramente explicando a elas sobre a importância de gerir bem o dinheiro. O valor da mesada varia de acordo com a idade, com o perfil da criança e principalmente com a situação financeira familiar, cabendo a cada família decidir sobre eles.



O ideal é que se comece a dar mesada a partir do momento em que a criança tenha noções de números, por volta dos seis anos de idade. Veja como trabalhar a mesada de acordo com as etapas do desenvolvimento infantil:

  • 5-6 anos: as crianças já podem começar a ganhar suas moedas e para isso nada melhor que ganhar um mealheiro. Ele é um óptimo recurso para as primeiras noções de economia, como o caro e o barato e o poupar para comprar algo que deseja;
  • 7-8 anos: a opção melhor nessa idade é a “semanada” para que a criança controle melhor o dinheiro, já que ainda não possui a noção de tempo consolidada;
  • 9-12 anos: introduzir a “quinzenada” e posteriormente a mesada. Momento para os pais conversarem sobre planejamento das despesas para que o dinheiro não acabe na primeira semana;
  • Adolescência: algumas importantes habilidades financeiras provavelmente já foram desenvolvidas e com isso pode-se orientar investimentos com foco no futuro. Abrir uma poupança pode ser uma boa noção de investimento.

Algumas dicas para ajudar os pequenos a organizarem-se:

  • Estabelecer um dia certo para dar a mesada/semanada: com isso a criança desenvolverá a postura de espera e paciência. Começará também a dar os primeiros passos em relação ao planejamento financeiro;
  • Destino da mesada: é importante uma orientação em relação ao uso da mesada, como estabelecer prioridades de consumo e economizar para compras maiores. Nada muito rigoroso para não tornar esse momento chato para os pequenos. Recomendo que a criança guarde uma parte do que recebe, pois isso contribui para a formação do hábito de poupar e cuidar do futuro. A outra parte deve ser utilizada como elas desejarem, afinal é muito bom poder comprar aquele brinquedo desejado, ou simplesmente um doce.

Ensinar, através da mesada, que a liberdade proporcionada pelo dinheiro deve estar associada à responsabilidade é uma tarefa constante. Através da mesada os pais podem ensinar valores financeiros positivos aos filhos, contribuindo para a construção de uma visão mais saudável em relação ao dinheiro.

Partilhe connosco o que pensa sobre esse tema e quais as lembranças do tempo que recebia mesada. Um Kamba Rico educa os seus filhos para que cheguem a independência financeira.


Se precisa de orientação na sua vida financeira ou jornada empreendedora clique e agende uma Sessão de Aconselhamento Financeiro, ou envie um email para [email protected] Vamos conversar Kamba! 🤗

2 Comentários
  1. Vicente diz

    Texto interessante e realmente educativo…
    Boa iniciativa.
    Keep Going

  2. Milucha Massiala diz

    Boa…

    Era bom se tivesse a mesada ou encinamentos sobre o assunto.!

    Acho interessante e vou implentar na vida da minha filha pois eu pensava que não é bom dar dinheiro a uma criança. Muito obrigada

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Content is protected !!
X